Cansaço excessivo e sonolência? Pode ser falta de B12!

Nem toda tristeza é depressão e nem todo cansaço é tristeza.

O Brasil é um dos maiores consumidores de remédios controlados, do mundo, segundo a OMS. Os famosos "tarja-preta" são facilmente receitados por qualquer médico, sem que ao menos a verdadeira causa do problema seja investigada, o que leva o paciente a um diagnóstico errado e a um tratamento que não surtirá o efeito necessário. Pelo contrário, acabará por causar outros problemas, ainda maiores.

Nós ainda não temos o hábito de fazer check Up da saúde periodicamente, como recomendam os médicos, ou seja, deixamos para remediar aquilo que poderia ter sido prevenido.

Um fator altamente contribuinte para esse cansaço extremo é o stress cotidiano. A maioria das pessoas hoje em dia, vive correndo. Trabalhamos muito, estudamos muito, dormimos pouco e comemos mal. Esses fatores juntos contribuem para uma baixa generalizada no organismo e  causam a chamada ASTENIA, ou seja, a fadiga extrema e completa do indivíduo. Ficamos com essa sensação de sonolência o dia todo e o sono não é reparador, logo vem as dores de cabeça, as famosas "pontadas" pelo corpo, hora no peito, hora na cabeça, desequilibramos a alimentação, ou comemos exageradamente ou deixamos de comer, além do mau humor e sensação de impotência total perante a vida. Desinteresse pelo trabalho e falta de energia para desempenhar as demais funções, como trabalhamos de faculdade e organização da casa, por exemplo.

Aí na sequência vem a culpa. Pois as pessoas começam a dizer que estamos PREGUIÇOSOS, que PRECISAMOS reagir e que estamos com DEPRESSÃO. E a gente aceita, concorda e começa a se martirizar por não ter vontade de fazer nada.

É aí que a luz de alerta é acionada: É preciso INVESTIGAR as causas, antes de se auto diagnosticar com depressão e tomar o primeiro remédio que aparecer.

Nas mulheres, esse quadro é ainda mais severo.

As mulheres são mais stressadas que os homens de acordo com dados do Programa de Avaliação do Estresse do Beneficência Portuguesa de São Paulo. São várias questões que provocam o problema: trabalho, as responsabilidades do lar e a família.

Segundo dados do hospital, com o pico dessas atividades, há um aumento da produção de hormônios como o cortisol e a adrenalina que atingem duas mulheres para cada homem.

De acordo com o especialista em Gestão do Estresse, Armando Ribeiro, dados do programa apontam que 90% das mulheres que procuram terapia têm queixas sobre o relacionamento, carreira ou família e principalmente sobre CANSAÇO EXTREMO E CONTÍNUO.

Preocupação excessiva, tensão crônica, tremores, sensação de respiração curta ou sufocada, medo de perder o controle, medo de morrer ou ondas de calor são alguns dos sintomas da ansiedade relacionados ao stresse. Ao stress e não, necessariamente, à distúrbios psicológicos.

Ainda de acordo com o especialista, o estresse pode deixar o paciente com vulnerabilidades a doenças crônicas, como a hipertensão e a obesidade e o déficit de VITAMINAS.

E é justamente nelas, nas vitaminas, que precisamos nos lembrar e começar nossa investigação!

Em especial, a vitamina B12, ou cianocobalamina. Que é uma vitamina hidrossolúvel, sintetizada exclusivamente por microrganismos,encontrada em praticamente todos os tecidos animais e estocada primariamente no fígado. A fonte natural de vitamina B12 na dieta humana restringe-se a alimentos de origem animal, especialmente leite, carne vermelha e ovos. A deficiência dessa vitamina pode ocasionar transtornos hematológicos, neurológicos e cardiovasculares estando ela diretamente relacionada com a hiper-homocisteinemia, um fator independente de risco cardiovascular e de danos neurais. Em estágio avançado,pode levar á demência permanente! Dessa forma, o diagnóstico precoce da deficiência de vitamina B12 é de grande importância para evitar danos patológicos irreversíveis.
Tem gente que trata como frescura, que não liga, e quando vai ver, o tratamento já tem que ser intensivo. Então, está sem energia, procure um endócrino e investigue! 
Hoje em dia já existem suplementos vitamínicos poderosos, capazes de estabilizar essas taxas, incluindo suplementação exclusiva de B12.
Existe também, uma "vitamina" a base de sulbultiamina, que é um derivado da vitamina B1, que age no cérebro aumentando a liberação de Dopamina, um neurotransmissor cerebral essencial para as atividades de bem estar físico e mental. Reduz o cansaço físico, mental, sendo indicado no tratamento de fadiga física, dificuldade de aprendizagem em estudantes, no desinteresse sexual (tanto masculino quanto feminino), na fadiga crônica, na fadiga da mulher na menopausa, nas pessoas que vivem em constantes situações de stress. Não é tarja - preta, porém, é necessário receita para comprar e claro, extremamente necessária a visita ao seu médico.
Descobrir novas atividades que nos deem prazer, que estimulem naturalmente nossos neurotransmissores e nos causem boas sensações é fundamenta. Sempre é possível mudar situações conflitantes que nos causam preocupação excessiva, desta forma, ajudamos nosso cérebro a produzir mais substâncias boas e melhorar nosso humor e vitalidade.
 
 
Então, já sabe, se estiver se sentindo esgotado, vale a pena fazer a dosagem das vitaminas no seu organismo.
 
 
Bruna Stamato

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Destaques

Mais Lidos

Mobile Main Menu