Os holandeses estão fechando ainda mais as prisões à medida que o crime continua a cair

A Holanda é conhecida há muito tempo por ter uma das menores taxas de criminalidade do mundo. É tão baixo que, enquanto o Brasil luta com a superlotação das prisões, os holandeses fecharam dezenas de prisões nos últimos anos porque não havia criminosos para encher as celas.


Agora, o jornal Algemeen Dagblad, de Roterdã, relata que mais quatro prisões holandesas devem ser fechadas em Zoetermeer, Zeist, Almere e Zwaag.


Não é necessariamente uma boa notícia para os funcionários da prisão, como escreveu DutchNews sobre o fechamento de prisões em 2013:


“[Os encerramentos] levaram a uma tempestade de protestos dos trabalhadores da prisão, [assim] o governo começou a 'importar' prisioneiros da Bélgica e da Noruega para preencher a lacuna e manter algumas prisões abertas”.


Depois que várias prisões foram fechadas em 2017, apenas 700 dos 2 mil trabalhadores deslocados foram colocados em outros cargos da lei. Ainda não está claro o que vai acontecer com os funcionários que trabalham nas prisões a serem fechadas.


Por que a taxa de criminalidade holandesa é tão baixa?


Em 2017, autoridades holandesas registraram cerca de 49 crimes para cada 1.000 cidadãos. Isso está abaixo de 93 por 1.000 em 2001, e é o nível mais baixo do país desde 1980. Em geral, todos os tipos de crimes vêm caindo na última década.


Práticas de encarceramento poderiam explicar em parte o baixo número: enquanto os EUA lideram o mundo em taxas de encarceramento de 716 por 100.000 cidadãos, a Holanda coloca apenas 69 por 100.000 pessoas na prisão. Os holandeses também têm uma taxa de reincidência menor.


Estudos sobre prisões holandesas mostraram que a redução de penas e a oferta de programas a condenados, tanto quando encarcerados quanto após libertados, têm mostrado impactos positivos nas taxas de reincidência e reintegração.


Outros fatores também podem explicar o baixo nível de criminalidade do país: cultura, economia em alta e baixa taxa de desemprego, além de leis rigorosas sobre armas.


No entanto, um relatório da polícia holandesa vazada de 2017 revela que as baixas taxas podem não ser precisas.

 


O relatório mostrou:

Cerca de 3,5 milhões de crimes não são registrados a cada ano

A disposição dos cidadãos para denunciar crimes caiu 23% nos últimos 10 anos

Entre 57 e 70% dos crimes denunciados não são investigados por falta de pistas

Os Países Baixos têm relativamente poucos policiais: 3,17 por 1.000 cidadãos, comparados com 3,5 na Inglaterra e País de Gales e 4,4 na Bélgica.

Altos funcionários holandeses escreveram que os recursos policiais escassos e a falta de fé dos cidadãos no policiamento poderiam colocá-los em "uma desvantagem insuperável" por criminosos que estão agindo com impunidade.

Até que surjam mais dados e melhores pesquisas, permanece em aberto o quanto as estatísticas refletem a realidade do crime nos Países Baixos.

 

Fonte: Big Think

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos

Mobile Main Menu